Estilo de Vida

O culto no lar como ferramenta de transformação pessoal e espiritual

Certa vez, zibia gasparetto disse que não importa o que temamos, fugir é uma opção sempre pior do que enfrentar. O maior problema é que muitas vezes essas fugas nos acompanham onde quer que estejamos, ou mesmo dentro de nossos próprios lares. O culto no lar nos fornece uma luz em relação a esse problema que aflige tantas famílias.

Esse culto nada mais é do que um tempo separado para honrar, prestar homenagem e, sim, refletir. Costumeiramente o seu cunho é religioso, mas pode ser voltado a diferentes contextos nos dias de hoje. O mais importante, no entanto, é o culto do Evangelho.

A profundidade do culto no lar

Realizar o Evangelho em casa não se resume simplesmente em separar alguns minutos de prestação de homenagens para em seguida seguir normalmente. O Culto no lar torna este uma espécie de santuário, um lugar sagrado e protegido contra males conhecidos e desconhecidos.

Separar esse momento para colocar a prática em dia envolve trazer novos ares e energias ao lar, elevar os pensamentos aos ensinamentos de Cristo e, acima de tudo, a Deus. Significa fazer da sua moradia mais do que um leito, mas um templo de proteção, equilíbrio e união.

Transformando vidas através do culto no lar

Não é hipérbole afirmar que o cotidiano tem estado cada vez mais corrido, em uma mistura de trabalhos (muitas vezes no plural) com estudos, andando lado a lado com as redes sociais e todo o tempo despendido nas mais variadas formas de informação veiculadas a nós. Não há tempo para se dedicar a Deus.

Assim como organizar agendas nos auxilia a organizarmos nossas rotinas semanais, delimitar semanalmente momentos para o culto no lar nos permite separar espaço em nossos corações e em nossos dias para nos dedicarmos aos ensinamentos cristãos. É tão importante quanto o aprendizado, deixarmos nossos corações serem tocados, pois o mundo lá fora está sempre pronto para endurecê-los.

Os benefícios do culto no lar para a família

Atualmente, e cada vez em maior escala, vemos famílias se distanciando. Nas festas de fim de ano as ceias são menores, nos jantares diários muitos dividem a atenção com os celulares ou até mesmo realizam as refeições em horários diferentes. Gestos de bom dia e boa noite são cada vez mais automatizados ou sequer realizados.

O Evangelho no lar transforma as vidas dos envolvidos individualmente e também enquanto conjunto, pois dá margem a momentos não só de elevação de pensamentos voltados ao bem maior, reforçando os ensinamentos cristãos, como faz isso por meio da interação. Ele traz união, acima de tudo.

Como implementar o culto no lar em sua rotina

O culto no lar costuma ser realizado de forma semanal, em dia fixo, e deve ser respeitado sempre o mesmo horário. Pode ser realizado sozinho, no caso de quem mora sozinho ou convive com alguém relutante, ou pode ser realizado em conjunto. Quando o processo se inicia, os espíritos amigos estão presentes para nos auxiliar.

Inicialmente é feita uma prece para delimitar o início do culto; em seguida deve ser lida uma página do Evangelho. Se estiver sozinho, reflita consigo mesmo sobre o que leu, senão, converse com os familiares sobre o assunto, de forma produtiva. Por fim, é preciso realizar outra prece para marcar o encerramento.

Culto no lar como ferramenta de transformação pessoal

Outro ensinamento de Zibia Gasparetto é que a vida cria desafios todos os dias. Muitos sofrem de depressão e ansiedade, as chamadas “doenças do século”; ainda mais dificultadas pelas tecnologias e redes sociais, que nos afastam de nossos objetivos e até do manejo social. 

Outras dificuldades mais tradicionais sempre estão presentes, como desilusões amorosas e familiares, desemprego, ou questões de saúde. Viver requer forças e muitas vezes nos vemos com ela em falta, ou assim parece.

As nossas forças não são algo a ser construído do zero ou buscadas nos mais diversos lugares: elas estão e sempre estiveram conosco. A maior dificuldade é nos lembrarmos disso, mas sempre haverá pessoas dispostas a nos ajudar; e, acima de tudo, Deus. O culto no lar e os ensinamentos do Evangelho sempre serão um meio de nos lembrarmos do nosso potencial e de que somos todos filhos do mesmo Criador.

Onde comprar livros espíritas? 

Existem diferentes Evangelhos: Segundo o Espiritismo, de Maria Madalena, Segundo Lázaro, de João, e tantos outros. Todos se complementam e voltam-se aos ensinamentos maiores, advindos da mesma fonte.

Esses Evangelhos e outros livros espíritas, como os da citada Zibia Gasparetto, André Luiz e Luiz Sérgio, dentre outros, são encontrados em ampla variedade e com desconto no site da Editora Dufaux. Acesse o site e tenha esses valiosos ensinamentos na palma de suas mãos.

 

Veja outros conteúdo e dicas

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *