Consultar regularmente o dentista, ainda hoje, não é uma prática constante entre as pessoas, porém, adotar esse hábito é essencial para evitar o desenvolvimento de doenças bucais e odontológicas, como cáries e gengivite.

Assim, além da consulta ao cirurgião-dentista do plano odontologico ocorrer de forma periódica, é necessário que haja o cuidado com os dentes de forma contínua e cotidiana.

Por isso, é muito necessário adotar a rotina de visitas ao dentista.

No presente artigo tentaremos elucidar a importância de ir a consulta ao dentista, além de algumas dicas de cuidados que podem ser feitos em casa e que ajudam a manter seu sorriso bonito e saudável.

Qual a frequência indicada para ir ao dentista?

Para que o corpo ou a boca tenham uma saúde bem monitorada é necessário atentar-se para dois aspectos principais: atuar na prevenção de forma intensa e visitas ao profissional para vistorias regulares.

No primeiro, principalmente no caso da saúde dos dentes e da boca, a escovação se mostra fundamental.

Já a visita regular permite um melhor acompanhamento de profissionais, principalmente de cirurgiões-dentistas do plano odonto empresarial, para limpezas, prevenção e recuperação da dentição – sempre que necessário.

Entretanto, a regularidade necessária para isso nem sempre é atendida adequadamente, pois grande parte das pessoas esperam que os sintomas se manifestem para só então recorrer ao profissional, pois o senso de cuidado com a saúde bucal ainda está sendo criado na população.

Por conta disso, os problemas já estão agravados, ocorrendo pouca capacidade de manutenções mais simples, demandando intervenção ou tratamentos mais complexos.

Desta maneira, a consulta ao dentista precisa ter uma frequência regular, sendo feita a cada  seis meses, totalizando duas vezes ao ano, seja a visita feita ao médico odontologista do seu convenio odontologico empresarial ou não.

Nessas consultas ocorrerá o exame da boca, dos dentes e o apontamento e encaminhamento para algum tipo de tratamento caso seja necessário.

Também pode ser realizada nesta consulta a chamada profilaxia, uma limpeza profunda para remoção de tártaros e aplicação de flúor diretamente nos dentes.

Etapas da consulta ao dentista e benefícios da regularidade

De modo geral, para garantir a qualidade da saúde bucal, algumas etapas são seguidas nas consultas periódicas, como:

  • Análise dos dentes e da boca;
  • Limpeza;
  • Orientação;
  • Pedido de exames.

Para além disso, existem diversas vantagens em realizar a visita periódica, garantindo um melhor funcionamento de todo o organismo. Confira nos tópicos a seguir as principais vantagens para manter esse hábito:

1.   Análise dos dentes

A primeira etapa de toda consulta é a visualização da cavidade pelo cirurgião dentista, avaliando os tecidos da boca e os dentes.

Na prática, as partes que são vistas pelos profissionais do plano odontologico para MEI são: língua, dentes, bochechas, gargantas, gengivas.

Essa análise objetiva procurar sintomas ou disfunções na boca, como cáries e inflamações, para então continuar os procedimentos gerais de toda a consulta, ou mesmo para encaminhar para tratamentos e/ou para outros profissionais da área.

2.   Limpeza nos consultórios

Verificado os problemas específicos, o cirurgião-dentista inicia o que é conhecido como profilaxia. A profilaxia só é feita pelo profissional com equipamentos e substâncias adequadas ao processo, promovendo a higienização profunda.

Essas ferramentas permitem a tartarectomia, que é a retirada do tártaro dos dentes, seguido do polimento e recebimento de flúor diretamente nos dentes, para combater cáries e outros processos.

Nessa etapa também ocorre a remoção dos resíduos de alimentos que ficam na boca e nos dentes e que a escova e os fios dentais conseguem alcançar, ou que estão mais fixados na estrutura.

Deste modo, a realização desse tipo de limpeza a cada duas vezes ao ano evita o desenvolvimento de gengivite e periodontite no paciente.

3.   Aplicação do flúor e prevenção de doenças

Como mencionado, é no processo de limpeza que pode ocorrer a aplicação do flúor, sendo um processo realizado nas consultas de rotina.

Basicamente, a substância é utilizada para fortalecer a estrutura dental, repondo os minerais do esmalte e reduzindo o risco de cáries.

Além disso, a avaliação da cavidade permite a identificação de possíveis condições que podem favorecer o desenvolvimento de diversas doenças bucais, como inflamações gengivais, a própria cárie e até a perda dental.

4.   Evita perda dental e melhora a autoestima

Ao evitar que surjam doenças bucais, ou mesmo ao tratá-la de forma mais ágil, visto que as consultas também possibilitam o controle dos problemas, a dentição natural é preservada, reduzindo o risco da perda dental por conta de inflamações.

Com isso e a manutenção da beleza e saúde do sorriso, a autoestima também é ampliada, possibilitando mais confiança, melhores relações interpessoais e a saúde de forma integral.

5.   Equilíbrio da saúde e redução no risco de câncer bucal

Além das inflamações mais comuns, sem o cuidado e manutenção adequada da saúde bucal, doenças mais graves podem ocorrer. Exemplo disso é o câncer bucal.

Deste modo, manter a visita regular ao profissional, aliado aos cuidados diários corretos, o risco do câncer é reduzido, visto que as bactérias são removidas da cavidade.

Tais cuidados também proporcionam a ampliação da saúde geral, indo desde a saúde mental até o pleno funcionamento dos diversos tecidos corporais.

Isso porque as bactérias presentes na estrutura também podem comprometer outros sistemas se não forem tratadas, podendo ocasionar endocardite e até pneumonia por aspiração.

6.   Encaminhamento para tratamentos e especialistas

Para que os tratamentos sejam realizados de forma correta, conforme a avaliação realizada, os odontologistas podem solicitar o encaminhamento do paciente para outros especialistas do setor, favorecendo os procedimentos que serão realizados com mais qualidade.

Por exemplo, se houver a necessidade de uma extração dental e posterior colocação do implante, o dentista geral pode solicitar um atendimento complementar com o endodontista.

Além disso, avaliada a necessidade de outros tratamentos, mesmo que não haja a necessidade de encaminhamento, a realização de tratamentos pelo profissional também pode ser realizada, como a colocação de aparelho ou mesmo tratamentos estéticos que o paciente desejar.

7.   Instruções mais precisas de higiene e demais cuidados

Por fim, o profissional é a pessoa ideal para as recomendações sobre os hábitos de higiene cotidianos, bem como outros cuidados que podem ser adotados, como a mudança alimentar.

Desse modo, desde o odontopediatra, clínico-geral, até o odontogeriatra, o profissional é capacitado a passar instruções mais precisas aos pacientes, promovendo mais saúde e qualidade de vida, bem como cuidados corretos para a manutenção de tratamentos e prevenir doenças diversas.

Para que todos esses benefícios sejam atingidos, alguns recursos podem ser necessários para complementar a avaliação do profissional e realizar os tratamentos. São exemplos:

  1. Radiografias (caso necessário, como para colocação de aparelho);
  2. Manutenção de tratamentos;
  3. Uso de ferramentas específicas para avaliação e procedimentos;
  4. Medidas preventivas de higiene;
  5. Procedimentos com laser.

Outras intervenções

Caso ocorra a verificação e identificação de outros problemas, o médico dentista do plano dental coletivo empresarial realiza intervenções de acordo com a necessidade.

Entretanto, intervenções mais profundas ocorrem quando o paciente não possui uma boa higienização e as disfunções bucais ocorrem de forma bastante aprofundada.

Portanto, a visita ao dentista é essencial para manter os dentes e a boca saudáveis.

Agora que entendemos a importância da visita periódica ao dentista para o cuidado com a saúde dos dentes e da boca, iremos falar sobre cuidados que podem ser tomados em casa para ajudar na manutenção do sorriso.

Cuidados a serem tomados com os dentes em casa

Além da visita ao dentista, é preciso que a higienização dos dentes seja garantida cotidianamente, permitindo uma cavidade saudável e agradável, atuando de forma preventiva contra as mais diferentes disfunções bucais.

A primeira das recomendações é usar uma boa escova de dentes, que tenham cerdas macias, usando o item de forma suave para não machucar as gengivas.

O uso do fio dental de forma cotidiana, principalmente no período noturno, evita os resquícios de alimentos e bactérias, melhorando o sorriso. Por fim, tomar a água para a produção de saliva também é um cuidado fundamental.

Todos os pontos que tratamos neste artigo abordam a necessidade de visita ao dentista e aos cuidados que precisam ser tomados em casa para evitar o desenvolvimento de problemas bucais, promovendo mais saúde.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Os comentários estão fechados.

Mais em:Blog