Conservação e Limpeza

Realize a limpeza pós-obra da forma correta e evite retrabalho

Todo tipo de construção, obra ou reforma de prédios e casas não só geram, mas também acumulam grande quantidade de sujeira, todo tipo de resíduo sobre as superfícies do espaço. Muitos quilos de concreto, poeira, cimento e massas, papelão, gesso, tinta, pó do corte de cerâmicas e madeiras, adesivos e mais. Por isso, a limpeza pós-obra não é como limpeza convencional com técnicas e produtos de limpeza comuns. Isso pode ser o normal, mas também pode ser “culpa” do engenheiro, arquiteto ou mestre de obras responsável.
A limpeza pós-obra está para remover mesmo as sujeiras, respingos de massa, manchas de tinta, solventes e excesso de rejunte nos azulejos, mas sem danificar as superfícies do chã, paredes e móveis. Considerando que a obra está pronta, a limpeza pós-obra deve ser vista como mais uma fase do trabalho da reforma ou construção, sendo executada com atenção e prudência para evitar danos e necessidade de voltar a obra.
Quando o cliente que passou meses esperando a sua obra ficar pronta recebe o imóvel, se ele for o responsável pela limpeza pesada, isso é desmotivador e gera um impacto ruim, mesmo que a obra esteja perfeita. Quando engenheiros, arquitetos e construtoras entregam um projeto sujo, a qualidade do trabalho fica completamente de lado. Assim, é uma boa ideia pensar na limpeza pós obra.
As diversas superfícies como o chão, vidros e paredes ficam cobertos de pó e sujidades que podem ocasionar diferentes tipos de manchas, além dos outros danos. E é nessa hora que entra um bom serviço de uma empresa de limpeza pós-obra que, além de oferecer prazos e técnicas potencialmente melhores, dá garantia sobre o serviço.
Os serviços de de limpeza pós-obra requerem a cooperação de equipes profissionais preparadas para dar conta de diversos atributos, que podem ir desde a limpeza pós-obra fina, até chegar a uma limpeza pós-obra grossa, que geralmente é feita após o término dos serviços de pedreiros, serventes, pintores, eletricistas e demais profissionais de construção civil.
Mas, se você prefere dar conta da própria limpeza ou cuida da própria equipe, abaixo separamos uma pequena lista de recomendações que todo o engenheiro civil deve ter em mente na hora de encarar o serviço.

Primeiro, pense na proteção e na segurança

Como foi detalhadamente explicado em nosso artigo Equipamento de proteção individual em obras de engenharia, os EPIs seguem sendo fundamentais no processo de limpeza pós-obra.
A segurança dos trabalhadores e profissionais numa limpeza pós-obra deve ser levada em conta, uma vez que eles estarão protegidos para manusear produtos químicos de limpeza. Por isso, as equipes devem estar equipadas com luvas, máscaras e óculos de proteção. Além de todos esses cuidados, o uso de uma bota impermeável de algum material isolante como o PVC é importante para que os trabalhadores não entrem em contato com substâncias corrosivas ou agressivas, além, é claro, de evitar riscos de quedas em ambientes escorregadios.

Utilize os produtos certos

Siga sempre as orientações apresentadas pelo fabricante do produto e busque informações técnicas para evitar erros graves e prejuízos. Lembre-se que um produto que limpa um determinado tipo de tinta, por exemplo, pode causar manchas em outras superfícies. O uso de produtos de qualidade é uma das garantias para o sucesso sem riscos.
Busque sempre ajuda técnica. Esses produtos podem servir para a remoção de resíduos de epóxi, renovação, limpeza ou alisamento do rejunte ou massa. Até se estas diferentes superfícies estejam extremamente impregnadas, encardidas e até ásperas. Cuide da remoção de manchas de tintas, colas, silicones, entre outras. Considerando várias opções para a prestação do serviço de limpeza pós-obra, as mais indicadas são fórmulas à base de água, que não danificam nem mesmo o mármore mais sensível.

Organize-se e trabalhe a limpeza em etapas

Primeiramente, antes de realizar qualquer tipo de trabalho, a visita do engenheiro civil ou arquiteto é algo fundamental, pois é ele é que vai dizer o tipo de materiais e superfícies sujas que a equipe vai encontrar lá. Em seguida, o melhor é definir uma ordem, seguindo por etapas, que leva em conta desde o espaço, passando pelos materiais usados na obra e cada tipo de sujeira, até o tipo de acabamento e tratamento para eliminar todos os resíduos. Isto é importante para evitar retrabalho – quando uma equipe, ao realizar a sua função, acaba sujando uma área que já foi limpa anteriormente.
Em geral, existem algumas recomendações. Primeiro, devem ser limpas as áreas molhadas, já que nelas o potencial de sujeira é maior. Depois, é limpo o interior de cada espaço, seguindo a ordem construtiva. Nas obras com uso de drywall, por exemplo, quando há fechamento externo de alvenaria e interno em drywall, que ocorre de cima para baixo, a limpeza também segue essa ordem. Já quando é alvenaria convencional, que sobe do primeiro ao último andar, a limpeza também segue de baixo para cima.

Terceirizar o serviço pode ser mais barato

Quando comparado ao processo tradicional, o trabalho da limpeza pós-obra vai muito além de uma limpeza comum. Não só os materiais impregnados nas superfícies são potencialmente mais danosos e pesados, como os produtos e equipamentos utilizados para limpá-los tendem a ser mais potentes e agressivos. Um faxineiro não faz uso de pá e carrinho de mão, martelo ou raspador, já quem vai realizar a limpeza pós-obra sim.
Frequentemente, empresas de limpeza pós obra já têm equipes montadas e prontas para atuar, com os produtos corretos para cada situação e com o conhecimento adquirido para evitar possíveis erros que lhe trariam prejuízo. Como citado anteriormente, avaliar a terceirização destes serviços no pós obra pode ser se mostrar como um diferencial para o engenheiro civil, pois lhe garante não só a qualidade e garantia, como mais tempo para investir em outros projetos.

Veja outros conteúdo e dicas

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.