4 Etapas para melhorar o desempenho do filtro hidráulico

4 Etapas para melhorar o desempenho do filtro hidráulico

20 fev

A filtração, seja priorizada ou não, é um dos componentes mais importantes em um sistema hidráulico e pode ser a diferença em uma máquina funcionando por 10, 15 anos ou ter um componente caro e problemático dentro de pouco tempo.

Por isso, para que os filtros hidráulicos tenham o desempenho esperado, é importante ficar atento as seguintes etapas:

1ª Etapa: Determinar o nível de limpeza

Ao selecionar a filtragem hidráulica, é necessário determinar qual é o componente mais sensível do sistema e, em seguida, selecionar o nível de limpeza da filtragem ou classificação de mícron para esse componente.

Esta pode ser sua bomba de pistão variável ou válvula proporcional na maioria dos casos.

2ª Etapa: Conseguir a limpeza do equipamento

Geralmente, existem quatro fatores principais no posicionamento de dispositivos de controle de contaminação em um sistema hidráulico ou de lubrificação para atingir o nível de limpeza desejado.

– Eficiência do elemento filtrante sob estresse do sistema;

– Eficiência inicial do elemento filtrante;

– Vida útil do elemento filtrante do sistema;
– Localização e dimensionamento de dispositivos de controle de contaminação no sistema.

3ª Etapa: Selecionar o tipo de filtro

Selecionando o filtro correto é onde realmente se resume a utilização adequada. Primeiro, é preciso olhar para os tipos de filtros disponíveis no mercado: filtro de pressão, sucção e/ou de retorno.

Filtros de pressão


Os filtros de pressão são altamente recomendados, pois são colocados depois da bomba, logo, se a bomba estiver funcionando ou falhar, todos os componentes a jusante ainda estarão protegidos. Esses filtros devem ser classificados para a pressão de operação e o código ISO do seu sistema.

Filtros de sucção

Os filtros de sucção são normalmente os seus coletores que você coloca em seu tanque para filtrar quaisquer parafusos ou panos que você possa ter deixado no reservatório, mas eles geralmente não são usados ​​para filtrar seu fluido para o código ISO que este exemplo requer.

Filtros de retorno

Os filtros de retorno são importantes porque limpam o óleo antes de “retornar” ao seu reservatório hidráulico e, portanto, mantêm o reservatório limpo e livre de partículas de sujeira.

Embora os três tipos de filtro geralmente não sejam necessários no mesmo sistema, é importante ter pelo menos um filtro de pressão ou um filtro de linha de retorno em todas as aplicações para manter o nível de limpeza do fluido necessário para os componentes hidráulicos.

4ª Etapa: Selecionar o tamanho do filtro

Depois de determinar o tipo de filtro que você deseja usar, você deve considerar a queda de pressão através do filtro. Na maioria dos casos, os filtros de pressão e os filtros de retorno possuem uma proteção quando o filtro fica entupido.

Ele permite que o óleo contorne o elemento filtrante e permite que o sistema funcione mesmo que não esteja sendo filtrado.

À medida que o filtro se torna mais sujo, é necessária mais pressão para “empurrar” o óleo através do elemento, pois ele está “entupindo” com sujeira e detritos. Uma vez que essa pressão atinja um certo ponto, ela se torna ineficiente e haverá um desperdício da potência no sistema hidráulico.

Outra coisa a considerar é a viscosidade do óleo. O óleo mais grosso causará uma queda de pressão mais alta, portanto, é necessário considerar o óleo que será usado no sistema para dimensionar corretamente o filtro e obter a melhor vida útil do filtro para sua aplicação.

Compartilhe: