BlogSaúde

Impactos do excesso de doces na saúde bucal 

saude bucal

O consumo de doces e alimentos ricos em açúcares faz parte do hábito diário de muitos brasileiros desde a primeira infância, pois, além de serem guloseimas saborosas, essas comidas desencadeiam a produção de dopamina, fazendo com que a pessoa sinta prazer ao ingeri-las.

Esse neurotransmissor age no sistema nervoso central e tem diversas funções, sendo a regulação do humor e o alívio das dores as mais notáveis. Por isso, o hábito de consumir as calorias provenientes do açúcar persiste, inclusive, durante a vida adulta.

Assim, devido ao cansaço e aos problemas do dia a dia, muitos pacientes mais velhos optam pela ingestão de refrigerantes, chocolates, bolos ou biscoitos como forma de lidar com o estresse, a ansiedade ou a compulsão alimentar.

Contudo, a recomendação oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que esse consumo não ultrapasse os 25 gramas diários – equivalente a uma colher de sopa cheia. 

Isso porque o excesso desses alimentos podem causar danos severos à saúde do paciente.

Esses males vão desde a produção em abundância de insulina – o que pode provocar a diabetes e o aumento do peso -, até os problemas de memória, o aumento do colesterol e o advento da obesidade.

No entanto, os malefícios causados por uma dieta desbalanceada não param por aí!

Como os doces impactam a saúde oral

A sacarose, mais conhecida como açúcar refinado, é um dos ingredientes principais para todos os tipos de doces e é, ainda, o ingrediente mais utilizado pelas bactérias bucais para a realização da fermentação e da produção de ácidos.

Essas substâncias corrosivas, por sua vez, causam o desgaste e a desmineralização do esmalte dentário, acarretando em diversos problemas para a saúde oral do paciente. Entre as ocorrências mais comuns temos:

  1. Cáries

A cárie aparece quando a erosão dentária fica mais intensa, provocando a deterioração das estruturas dos dentes.

Essa é uma das principais causas da perda dental no Brasil, fazendo com que mais de 39 milhões de pessoas precisem recorrer a tratamentos como as facetas de porcelana nos dentes.

  1. Placas bacterianas

O biofilme dental é uma camada transparente e viscosa que também se forma na superfície do esmalte dentário.

Ele é constituído pelo excesso de bactérias, restos de açúcares e outros microrganismos bucais, que se juntam devido à falta de escovação.

  1. Tártaro

Quando a placa bacteriana não é removida adequadamente, a estrutura endurece formando um cálculo dental mais conhecido como tártaro. 

Essa formação é uma crosta amarelada que nasce ao redor dos dentes e próxima a linha da gengiva, causando diversas doenças sérias.

  1. Gengivite e periodontite

A inflamação gengival é uma das enfermidades que são acometidas em decorrência da formação do tártaro nos tecidos dentários sob a gengiva. Quando leve, essa infecção possui efeitos reversíveis como sangramentos, inchaços e o desconforto ao toque.

No entanto, quando a doença vira uma periodontia, essas bactérias passam a atacar os ossos maxilares e as estruturas nervosas dos dentes, comprometendo toda a sua integridade e causando a perda dentária.

  1. Quebra dos acessórios ortodônticos

Além das doenças provenientes dos microrganismos orais, os doces também prejudicam o desempenho dos tratamentos odontológicos, causando danos às facetas de resina composta e a outros tipos de acessórios ortodônticos.

Isso porque a mastigação de balas, chicletes e pirulitos podem forçar os ferros e todos componentes do aparelho, pressionando os bráquetes e atrapalhando a efetividade do procedimento.

Além disso, esse tipo de alimento em conjunto com as bebidas mais ácidas – refrigerantes, cafés adoçados e os chás – também prejudicam a durabilidade de tratamentos cosméticos como o aparelho branco.

Dicas de como diminuir o vício e cuidar da saúde bucal

Devido à produção de grandes quantidades de dopamina durante a ingestão do açúcar, essas guloseimas podem causar dependência, fazendo com que abandonar o costume seja mais difícil.

No entanto, optar pela substituição dos doces por frutas (frutose) é uma maneira de reduzir o consumo de sacarose e preservar a saúde bucal, bem como de todo o corpo. 

Outra maneira de cuidar dos dentes é por meio de ações como:

  • Diminua a quantidade de lanches entre as refeições;
  • Consuma doces apenas no final das alimentações principais;
  • Substitua os sucos e refrigerantes por água;
  • Mantenha uma boa higienização bucal;
  • Espere 30 minutos após a refeição para realizar a escovação.

É imprescindível a realização de uma boa limpeza com o aparelho invisivel, para garantir a remoção de todas as bactérias que possam se acumular, danificando os dentes.

Por isso, com o auxílio de uma escova com cerdas macias, higienize o acessório todos os dias antes de recolocá-lo na boca.

Em conjunto com todas essas medidas, manter a constância das visitas ao dentista é essencial para a efetivação da limpeza profunda, aplicação de flúor e de tratamentos que promovam a beleza dos dentes, como o aparelho dental de porcelana.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Lógica de Mercado, uma rede de conteúdos para alavancar negócios e proporcionar mais qualidade de vida e saúde.

Veja outros conteúdo e dicas

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em:Blog