MedicinaSaúde

O Alumínio e seus riscos à saúde humana

riscos à saúde

O alumínio e seus compostos estão contidos em vários alimentos e produtos destinados ao consumidor. Nos alimentos, os compostos de alumínio podem ocorrer naturalmente ou como parte dos aditivos alimentares. Além disso, os íons de alumínio podem, sob certas condições, ser transferidos para alimentos por meio das embalagens de alimentos e uso de talheres.

Além dos alimentos, o alumínio também pode ser encontrado em produtos cosméticos e de higiene como por exemplo: cremes dentais, batons (pigmentos coloridos), filtros solares e antitranspirantes.

Como o alumínio é encontrado em alimentos, água, ar e solo, as pessoas podem ser expostas a altos níveis de alumínio quando:

  • Beber ou ingerir substâncias que contenham altos níveis de alumínio
  • Respirar poeira de alumínio no ar do local de trabalho
  • Viver onde o alumínio é extraído ou processado
  • Viver perto de certos locais de resíduos perigosos
  • Viva onde o alumínio é naturalmente alto

Nos itens “Respirar poeira de alumínio no ar no local de trabalho” isso traz riscos à saúde, assim como “viver onde o alumínio é extraído ou processado”, é importante que as empresas, seus funcionários e até mesmo os moradores ao redor destes lugares estejam a par das melhores práticas de armazenamento de produtos químicos, assim como quando o alumínio é utilizado em empresas, na fabricação de produtos que precisam deste elemento, é preciso que a empresa tenha visão de algumas coisas:

Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ) – para a documentação correta dos processos; 

o gerenciamento de resíduos que permite um manejo e um descarte seguro do alumínio e outras substâncias, protegendo as pessoas e o meio ambiente.

Toxicidade do alumínio

A toxicidade do alumínio ocorre quando uma pessoa ingere ou respira altos níveis de alumínio no corpo. A exposição ao alumínio geralmente não é prejudicial, mas a exposição a níveis elevados pode causar sérios problemas de saúde. 

Fatores de riscos à saúde 

Qualquer pessoa pode desenvolver essa condição, mas certas pessoas são mais propensas a desenvolver toxicidade por alumínio. Os seguintes fatores aumentam suas chances de desenvolver toxicidade de alumínio:

  • Função renal diminuída
  • Hemodiálise
  • Beber ou ingerir substâncias com alto teor de alumínio
  • Viver ou trabalhar em um ambiente que contém altos níveis de alumínio
  • Recebendo nutrição parenteral de longo prazo
  • Viver em ambientes empoeirados

Quais são os riscos à saúde que a ingestão de alumínio representa?

Ao considerar o potencial de risco do alumínio, o foco está nos efeitos no sistema nervoso, no desenvolvimento mental e motor das crianças, bem como nos efeitos negativos nos rins e nos ossos.

Em pessoas saudáveis, a maior parte do alumínio absorvido é excretado pelos rins. No entanto, em pessoas que sofrem de problemas renais, esse processo de excreção não funciona bem o suficiente, o que ocasiona um acúmulo do alumínio no corpo.

Mesmo assim, é importante destacar que, mesmo em pessoas saudáveis, o metal leve pode se acumular no corpo (se for absorvido com frequência e regularmente) especialmente no sistema esquelético, músculos, rins, fígado e cérebro. Uma vez “armazenado” no corpo, o alumínio será excretado lentamente, o que pode representar riscos à saúde humana.

Quais produtos cosméticos ou de higiene pessoal podem conter alumínio?

O alumínio pode estar contido em cremes dentais que apresentam o efeito “branqueador”. Os sais de alumínio, como o cloridrato de alumínio, são predominantemente usados ​​em antitranspirantes, graças ao seu efeito antitranspiração. Compostos de alumínio também são usados ​​como revestimento para nanopartículas em protetores solares, ou como pigmento de cor em batons. Por fim, o fluoreto de alumínio pode ser encontrado em pastas de dente.

O que são antitranspirantes e porque o alumínio é usado em antitranspirantes?

“Antitranspirantes” são produtos cosméticos com efeito antitranspiração e estão disponíveis como roll-ons, bastões, cremes ou aerossóis (sprays). São diferentes dos desodorantes (que não contêm alumínio). A maioria dos antitranspirantes contém ingredientes ativos com efeito desodorizante e, além de atuarem contra as bactérias, possuem os compostos de alumínio, responsáveis por garantir o efeito antitranspirante. Este efeito “antitranspiração” ocorre pois os poros da pele se contraem ao entrar em contato com o alumínio. Além disso, forma-se um complexo de proteína gelatinosa de alumínio que bloqueia temporariamente as extremidades dos dutos de suor.

Conclusão

O uso ou o contato com o Alumínio, por menor que seja, é quase impossível de ser evitado nos dias de hoje. O que se pode fazer é buscar a redução deste contato, evitando os casos de excesso, para se manter a saúde equilibrada.

Veja outros conteúdo e dicas

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Você pode gostar

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em:Medicina