4 dicas para cuidar da saúde bucal do idoso

Os cuidados com a saúde do idoso são necessários e devem ser feitos com cuidado. Aprenda neste artigo dicas para cuidar da saúde bucal do idoso!

Pacientes idosos necessitam manter e em muitos casos até redobrar os cuidados com a saúde como um todo mas os cuidados com os dentes também não devem ser esquecidos. Para facilitar o atendimento e o fazer confortável para todos é necessário buscar médicos qualificados e de confiança que personalizem o atendimento e as recomendações.

Os cuidados da boca do idoso precisam de aliados para uma saúde bucal impecável. Com a boca geralmente mais fragilizada e com maiores restrições, a higiene pode ser um desafio pela perda muscular que é bem comum da idade.

Continue lendo para aprender 4 dicas para facilitar os cuidados da saúde bucal do idoso de forma prática!

Mini flosser

Pacientes idosos em muitos casos sofrem de perda muscular ou outras condições que dificultam o uso de fio dental tradicional, que além de demorado é trabalhoso. Para agilizar a tarefa e cumprir o papel de limpar entre os dentes, use um Mini Flosser!

Suporte elétrico

Para facilitar a escovação é interessante o uso de um suporte automático que deposite pasta de dente na escova. São encontrados facilmente em lojas de vendas pela internet e facilitam a vida de quem tem preguiça ou dificuldade de escovar os dentes.

A escova utilizada deve ser específica para a necessidade de cada boca, como por exemplo implantes, bocas sensíveis ou dentes naturais. A TePe tem as ferramentas necessárias para uma limpeza suave e efetiva da boca.

Enxaguatório

É muito comum pacientes com idade avançada sentirem a boca seca, e como consequência os lábios colando, boca com sensação pegajosa e gosto metálico. Estes desconfortáveis sintomas podem ser evitados com o uso de um repositores salivares. Deve ser usado sempre que surgir o incomodo.

Acompanhamento médico

O acompanhamento com dentista deve ser feito pelo menos uma vez por ano para pessoas de qualquer faixa etária. O tratamento preventivo em casa com o hábito da escovação, limpeza interdental, enxaguatório adequado é de extrema importância para dentes brilhantes e saudáveis.

Lembre-se, devem sempre ser procurados médicos especialistas na saúde do idoso (geriatra) para acompanhamento médico.
As ações sugeridas são com a intenção de minimizar as limitações e dificuldades dos cuidados diários com a saúde bucal. É importante encorajar a independência nos cuidados com a higiene mesmo em pacientes debilitados e que precisam de cuidados.

Cuidadores que acompanham idosos com restrições físicas ou mentais também devem ser informados e educados para ajudar da melhor maneira com a limpeza dos dentes e da boca.